May 28, 2017

March 20, 2017

March 18, 2017

March 14, 2017

Please reload

Posts Recentes

Montserrat nos Trilhos de Goiás

March 11, 2017

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

Vai Começar

March 18, 2017

Grupo Uccelli inicia hoje apresentações por antigas estações ferroviárias no interior de Goiás

Um resgate musical renascentista se une a partir deste fim de semana ao resgate de uma parte da história de Goiás com a estreia do projeto Montserrat nos Trilhos de Goiás. Capitaneado pelo grupo musical Uccelli, o trabalho vai percorrer quatro antigas estações ferroviárias no interior do Estado que foram restauradas nos últimos anos. A série de apresentações começa hoje, às 20 horas, pela estação de Urutaí, a 170 quilômetros de Goiânia.

Amanhã, a segunda apresentação será realizada em Silvânia, a 85 quilômetros da capital, também a partir das 20 horas. O projeto será retomado no dia 25, no mesmo horário, dessa vez na estação de Vianópolis, a 90 quilômetros de Goiânia. Por fim, Goiandira, a 250 quilômetros, recebe no domingo a última apresentação, marcada para às 17 horas.

O objetivo, segundo a diretora artística do projeto, Cristiane Carvalho, é no futuro percorrer ainda outras estações que também fazem parte da antiga região da Estrada de Ferro, em cidades como Pires do Rio e Ipameri. Todas fazem parte do patrimônio cultural deixado na época áurea da antiga estatal Rede Ferroviária Federal S.A., já extinta. “Nessa primeira leva, priorizamos as sugestões do Iphan”, diz Cristiane, citando o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, responsável por zelar e administrar o espólio da antiga rede.

Seleção

O repertório que será apresentado pelo grupo Uccelli é resultado de pesquisa que vem sendo empreendida pelo grupo desde sua criação, em 2013. A seleção de peças criadas na Idade Média na Europa são oriundas de uma coletânea conhecida como Livro Vermelho de Montserrat, em referência ao mosteiro de mesmo nome situado em Barcelona, Espanha. “O grupo sempre teve a proposta de trabalhar com música mais antigas, então buscávamos locais históricos de Goiás”, explica Cristiane Carvalho.

O projeto de apresentações foi inscrito em 2015 no Fundo de Cultura do Estado, mas está saindo apenas agora por conta do atraso no repasse do mecanismo de fomento. A produção artística medieval já havia sido tema de outros trabalhos do Uccelli, mas esse novo repertório está sendo executado pela primeira vez pelo grupo, conforme destaca a diretora artística.

Com basicamente a mesma formação desde o início, o conjunto nasceu há quase quatro anos de uma reunião de amigos músicos interessados em manter linhas de estudo em dia. Hoje, conta com cinco componentes. Além de Cristiane Carvalho, que toca flauta, o grupo é completado com Ângela Samara no vocal, Beatriz Pavan na espineta e viola de roda, Ronan Gil na percussão e Jeferson Leite, que se juntou ao conjunto no ano passado, Grupo Uccelli inicia hoje apresentações por antigas estações ferroviárias no interior de Goiás percussão e Jeferson Leite, que se juntou ao conjunto no ano passado, executando rabeca.

No palco, para tornar mais acessíveis as peças que atravessaram séculos, o Uccelli contextualiza as produções e traduz parte das letras originalmente em latim e derivados para o português. “A ideia é que todos entendam e não que afaste. Como se tratam de estrofes que já lá na Idade Média eram escritas para serem cantados pelo povo, ainda hoje elas são fáceis de assimilar. Tanto que durante as apresentações o público pega rápido os refrões”, explica Cristiane.

 

Extraído de O Popular

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2017 by UCCELLI

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now